Cariri Destaques Política

Vereador de Barbalha passa mal e é internado depois de assistir vídeo ameaçador do pai e mãe do prefeito ‘’Era preciso o cabra preparar para matar ele’’

O vereador André Feitosa, oposição ao prefeito Argemiro Sampaio, deu entrada na noite de ontem em pelo menos dois hospitais depois de ter se sentido mal ao assistir um vídeo onde aparecem o pai e a mãe do prefeito de Barbalha em um diálogo onde falam da cassação do mandato do vereador e onde o pai menciona por duas vezes a morte do vereador.

Abaixo as partes audíveis do diálogo:

Pai do prefeito: Se caçasse o mandato dele

Mãe do prefeito: De André?

Pai do prefeito: Mas era preciso o cabra preparar pra matar ele, tinha que matar ele antes

 

O vídeo foi gravado em uma transmissão ao vivo na rede social facebook de forma acidental, segundo nota do próprio prefeito Argemiro Sampaio, que tentou amenizar o caso afirmando que tudo não passou de uma ‘’brincadeira de mau gosto’’ do Pai. O caso tem dividido opiniões e causou indignação por parte dos demais vereadores de oposição que devem encaminhar o material para o promotor da cidade e formalizar uma queixa crime por ameaça velada.

André Feitosa, o vereador supostamente ameaçado no vídeo, presidiu acerca de 48 horas atrás a Comissão de Constituição e Justiça da câmara de Barbalha e rejeitou um projeto enviado pelo executivo para a contratação de funcionários sem processo de seleção e sem concurso público, o projeto foi considerado inconstitucional pois além de já existir uma lei municipal que proíbe a contratação de agentes públicos sem concurso o prefeito estaria descumprindo uma determinação do próprio Ministério Público. Com isso, o prefeito terá que demitir 201 contratados de forma irregular, o que teria deixado o mesmo bastante aborrecido.

Procurado pela reportagem, o vereador que segue internado, diz não acreditar na versão de que tudo tenha passado de uma brincadeira e lembra o fato de o vídeo ter sido gravado de forma acidental e depois retirado do ar. André ainda comparou o áudio do vídeo com o episódio em que o senador afastado, Aécio Neves, cogita matar seu próprio primo quando diz: ‘’ Tem que ser um que a gente mata antes de fazer delação’’.

O presidente da Câmara Municipal de Barbalha, Vevé, deve enviar um comunicado do acontecido ao presidente da União dos Vereadores do Ceará (UVC), para que providencias sejam adotadas.

 

Escreva seu comentário