Cariri Destaques Política

Prefeito de Barbalha veta projeto e impede que contas do Balneário do Caldas sejam fiscalizadas por vereadores

Após ter sido aprovado por 7 votos a 6, o projeto de lei de autoria do vereador André Feitosa, oposição ao prefeito Argemiro Sampaio, que obrigaria instituições ligadas ao município de prestarem contas de suas movimentações financeiras mensalmente, foi absurdamente vetado pelo prefeito Argemiro Sampaio.

Com o veto, os parlamentares ficam impedidos de terem acesso à prestação de contas do Balneário do Caldas que segundo informações, movimenta mensalmente milhares de reais. Agora o projeto deve retornar para a câmara de vereadores para que o veto do prefeito Argemiro Sampaio seja derrubado ou aprovado.

Para que o projeto que fiscaliza recursos públicos seja definitivamente arquivado é necessário que o prefeito tenha apenas 5 dos 15 votos da câmara de vereadores, com isso, já se sabe que o Balneário do Caldas ficará livre de prestação de contas, pois o prefeito conta com 7 votos, dois a mais que o necessário.

Para os vereadores  de oposição e a população que queriam a prestação de contas do dinheiro público fica a decepção com o veto do prefeito Argemiro Sampaio e o apoio à falta de transparência dos vereadores de sua base. Já foi dito em matéria anterior que na gestão passada a prestação de contas do Balneário era feita mensalmente. Mais uma vez a pergunta é lançada para apreciação: Porque não querem que os vereadores de oposição fiscalizem o dinheiro do Balneário do Caldas?

Escreva seu comentário