Economia Tecnologia

Conta de energia fica mais cara em abril

A bandeira vermelha será ativada na conta de luz em já na próxima semana. Durante o mês de março, a bandeira tarifária que vigorou foi a amarela, com custo adicional de R$ 2 para cada 100 kWh. Nos meses anteriores, a bandeira foi verde, sem custo extra para o consumidor.

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o sistema de bandeiras tarifárias aponta o custo real da energia gerada, incentivando o uso consciente aos consumidores. As cores verde, amarela ou vermelha mostram se a energia vai custar mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade.

Entenda a bandeira tarifária 

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado para equilibrar os gastos extras por conta da utilização de usinas termelétricas, mais caras do que as hidrelétricas. A cor da bandeira impressa na conta de luz indica o custo em função das condições de geração de eletricidade. Quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no País.

Close up of electric tungsten bulb illuminating

Escreva seu comentário